"Quero sempre mais"

>> sábado, 7 de fevereiro de 2009

Por sinal, essa esfera que me tentava sem me olhar,
Nada mais era do que um som
Que me levava a tentar fugir de ti... sair de ti...

Uma vez mais, sem saber porquê,
Desistira de dizer:
Não dá mais, quero mais...
Se não for assim,
Esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais!
Mais, mais...
Quero mais...
Mais, mais...
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais...

Só assim dá para mim conseguir que não doa mais,
Que me deixes ir,
Que me libertes de ti,
Que não me faças sentir,
E eu não quero cair, não me posso entregar
Sem que percebas que não podes julgar,
E eu quero tentar, poder acreditar
Que o aperto cá dentro
Um dia vai acabar,
O monstro em mim não irá sucumbir,
Não desfalece por não conseguir
Que olhes p'ra mim, que me facas existir,
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais
Mais, mais...
Quero mais...
Mais, mais...
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais
Mais, mais...
Quero mais...
Mais, mais...
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais

6 folhas:

RiP 8 de fevereiro de 2009 às 18:45  

Essa sede incessante de querer mais tem muito de nós. Querer mais, querer muito mais, nos momentos, nos sentimentos, mesmo com as confusões naturais de quem se encontra em mais do que palavras.

André jesus 8 de fevereiro de 2009 às 22:32  

Olá Miau, não sabia da existencia deste blog, vou já adiciona-lo aos favoritos e acompanhar aquilo que tens para dizer.

Abraço!

miau 8 de fevereiro de 2009 às 23:32  

Mas que encontra nas palavras, na música, no vento, no simples abrir da porta... Uma esfera que tentava sem olhar!!


Olá André, nada tenho a dizer, apenas solto emoções que vivo e outras que fui vivendo... Não me mostro, deixo-me descobrir. Um abraço

Raul e Joel Carvalho 9 de fevereiro de 2009 às 13:38  

Nós na vida queremos sempre mais... Nunca devemos desistir do que sentimos, se pensarmos bem do que será a vida sem ambição???

Abraços

Raul e Joel

miau 9 de fevereiro de 2009 às 14:37  

Bem vindos meninos, ao meu humilde espaço... A ambição é essencial, mas nada de excessos!!!

Raul e Joel Carvalho 9 de fevereiro de 2009 às 15:21  

Como foi D. Sebastião nos descobrimentos dos portugueses. Ele tinha uma "Ambição Sadia".

Abraços

Seguidores

Comentários Soltos

Soltas...