Complemento

>> quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Sem querer, amo-te… Sem ti, fico vazia, sem alma!

O incomplemento na tua falta, mata aos poucos a vida que se desenrola devagar.

Amo-te, como nunca pensei ser possível de o sentir.

6 folhas:

Raul e Joel Carvalho 26 de fevereiro de 2009 às 10:50  

O amor é mesmo assim...
São precisas duas pessoas, uma se complementa à outra.

Abraços

Eu 26 de fevereiro de 2009 às 11:11  

Os olhos que o vêem muitas vezes não o percebem, as mentes que lêem ficam muitas vezes confusas... os complementos unem-se em confiança.

miau 26 de fevereiro de 2009 às 13:00  

Numa vida que começa... Num sentir onde se reconhecem...

Raul e Joel Carvalho 27 de fevereiro de 2009 às 10:32  

"O amor é um fogo que arde sem se ver"... Temos a certeza que é o seu.

Abraços

Raul e Joel Carvalho 27 de fevereiro de 2009 às 13:22  

Nada melhor que um poema de Fernando Pessoa para descrever este post:

"O amor é uma companhia"

O amor é uma companhia.
Já não sei andar só pelos caminhos,
Porque já não posso andar só.
Um pensamento visível faz-me andar mais depressa
E ver menos, e ao mesmo tempo gostar bem de ir vendo tudo.

Mesmo a ausência dela é uma coisa que está comigo.
E eu gosto tanto dela que não sei como a desejar.
Se a não vejo, imagino-a e sou forte como as árvores altas.
Mas se a vejo tremo, não sei o que é feito do que sinto na ausência dela.

Todo eu sou qualquer força que me abandona.
Toda a realidade olha para mim como um girassol com a cara dela no meio.

Abraços para ti, miau...

miau 27 de fevereiro de 2009 às 20:04  

É...
Simplesmente é... Sem descrições possíveis, um turbilhão de emoções!!!

Seguidores

Comentários Soltos

Soltas...