Vento, Luz e Sonho

>> sexta-feira, 20 de março de 2009

" O vento lá anda
Com o escuro e os ramos.
E nós, à luz branda,
Intima, sonhamos.

No lento bordado,
trabalhas atenta.
Com a musa ao lado
Nosso livro aumenta.

da folha em que escrevo,
Ergo o meu olhar,
E o teu, num enlevo,
Logo vou achar.

O vento deixa-lo
Lá soprar, medonho!
Aqui, é embalo
Para o nosso sonho."


MC


2 folhas:

Joel e Raul Carvalho 21 de março de 2009 às 10:40  

"O vento lá anda
Com o escuro..."

Aqui poderemos associar o vento a algo invisível. No escuro não conseguimos ver absolutamente nada. O mesmo acontece com o vento. Não o vemos mas sentimo-lo, tal como a noite.

Por sua vez, o escuro também está ligado ao sonho. Quando sonhamos?? Durante a noite. Como é a noite?? Escura...

Abraços

miau 21 de março de 2009 às 12:12  

Na brisa que toca a cara suavemente, podemos fechar os olhos e sonhar... Sentir, na luz do escuro, a leveza harmoniosa do vento!!

Seguidores

Comentários Soltos

Soltas...